DESTAQUE

COMERCIANTES DO CAOS – PARTE UM

Entrevista para o 20º Aniversário da XXL Magazine: Birdman

Foto por Travis Shinn


Não foi a primeira vez que o chefe da Cash Money Records esteve na frente da revista. A oitava edição da XXL (Abril de 1999) foi um grupo da Cash Money Records que apresentou Birdman (também conhecido como Baby), Lil Wayne, Juvenile, Turk e Manny Fresh). Mas, o terceiro aniversário da XXL foi especial para Birdman desde que eles o surpreenderam com uma capa especialmente única. Cash Money estava pegando fogo, o estoque de Birdman estava quente, assim como a XXL, então fazia sentido no momento. Após um avanço fugaz de 17 anos Birdman volta a capa. Ele esteve em cinco no total, incluindo indiscutivelmente a cobertura mais clássica da XXL de todos os tempos, na edição do 10º aniversário em Setembro de 2007 com ele e Lil Wayne. Essa foto registrou um momento, e quem esteve envolvido nunca esqueceria.

Entrevista: Vanessa Satten


XXL: XXL e Cash Money trabalharam muito juntos ao longo dos anos. Quais são as suas primeiras memórias da XXL?

BIRDMAN: Meu primeiro encontro na XXL foi quando tivemos um show em Nova York. Nunca tiramos muitas fotos, não tínhamos muitas mídias na época. Eu tirei uma foto no ensaio e tornou-se uma capa. Eu pensei que essa era a parada mais foda para sempre. Tornou-se uma capa e eu pensei: “Como poderia ser uma capa se não havia nenhuma história?” Mas eles gostaram, e sempre apreciei a XXL pela forma como eles nos apoiaram nos últimos 20 anos.

Qual a diferença entre o hip-hop de quando você entrou nisso e como funciona agora?

Uma diferença no hip-hop agora, para mim, é que as mídias sociais têm muito a ver com isso. Naquela época, vendemos milhões de discos e fazíamos músicas em um aspecto díspar, porque você tinha os Targets [e] você tinha todos esses lugares díspares para comprar música. Isso foi antes de ter a Apple Music e qualquer plataforma digital. Então, é um jogo totalmente diferente. É uma disputa totalmente diferente. É uma maneira totalmente diferente de fazer negócios. Nós viemos de épocas diferentes. Nós viemos dos tempos mais difíceis quando você tinha que vender [CDs] no balcão. Hoje você nem precisa ir a uma loja para comprar nada na vida.

Cash Money Records na XXL de Abril de 1999.

Você está surpreso com a grandiosidade do hip-hop hoje?

Nunca duvidei do hip-hop porque era nossa única maneira de ganhar a vida, então não temos outras opções. Foi esse lance, a penitenciária ou a morte para nós, então nós dedicamos nossa vida a ela. Nunca fui o tipo de homem de ficar preocupado com [o que] todos os outros estão fazendo. Nós sempre tivemos a sorte de vender milhões de discos, então eu nunca me ligo no que outro mano não pode fazer. Eu me preocupo com o que nós vamos fazer.

Quais foram as suas chaves pessoais para a longevidade?

Primeiro, apenas dedicação. Deve começar com você. E realmente, nunca deixo nada ou ninguém me parar. Não importa o que eu possa estar passando ou o que você pensa que eu possa estar passando, ainda não me impedirá de me levantar todas as manhãs, ir trabalhar e suar. Tentando ver o que vem a seguir neste jogo, porque este é um jogo que não espera por ninguém. Nunca esperou por nenhum indivíduo. Você tem que acelerar, mesmo que seja no ar, você precisa segui-lo. Nunca me empenho para ficar preso em nenhum tipo de mídia social. Meu único foco é trabalhar; continue trabalhando, tentando botar esses jovens artistas e continuar lutando. Só tentando manter esse legado que outros grandes homens fizeram antes de mim.

Você acha que tem uma responsabilidade com o hip-hop?

Nah, que nada. Minha responsabilidade não é o hip-hop. [Minha responsabilidade] é para mim, mulheres, minha família e minha equipe. A única responsabilidade que tenho na vida é a minha família, meus filhos, meus manos e pessoas com quem trabalho. Eu sei o que o hip-hop fez e nós trabalhamos duro por tudo o que conseguimos. Ninguém nunca nos deu nada. Literalmente, nada. Eu posso honrar as pessoas que nos ajudaram de muitas maneiras, e muitos grandes caras que fizeram isso antes de mim, que eu assisto e estudo. Eu estou apenas tentando manter algo que os outros pegaram e fizeram antes de mim.

Além da Cash Money e de todos os artistas que ficaram abaixo do seu reinado, quem mais você acha que foi extremamente importante musicalmente nos últimos 20 anos?

Você tem algumas pessoas. Jay-Z, ele ficou muito tempo no lance dele. Lil Wayne, ficou muito tempo no lance dele. Realmente, ao longo dos últimos 20 anos, posso realmente dizer, além das marcas e das empresas, você tem muitos pioneiros nessa época e nada mais. Quando comecei nisso, era eu, Diddy, Suge Knight, Master P, Jermaine Dupris, Ruff Ryders, você poderia nomear uma gangue de manos. Nós tínhamos muitas pessoas. Hoje em dia não é assim. Quando eu penso nisso, só vejo alguns. Eu acho que os manos envelhecem e não querem mais mexer com isso. Não sei, mas eu sou casado com essa parada.



Manancial: XXL Magazine

Sem comentários