DESTAQUE

COMERCIANTES DO CAOS – PARTE UM

Singles: Eminem “Like Toy Soldiers”


Like Toy Soldiers” é uma música que enfatiza o apelo emocional e consciente de Eminem contra a violência no hip hop, do seu quinto álbum Encore.

A batida foi produzida por Eminem junto com Luis Resto e apresenta um sample de “Toy Soldiers” de Martika.


Conteúdo

Ele se encaixa no tema da canção, que é uma reflexão sobre as rixas de rep (disputas). Eminem discute sobre amigos sendo puxados para as guerras de outros amigos e percebe que todos os envolvidos saem parecendo tolos.

Eles são todos como soldados de brinquedo, peões sendo conduzidos na batalha por uma força externa. As batalhas que eles se misturam também podem ser combatidas por brinquedos, eles são muito sem sentido.

“Like Toy Soldiers” conta a história das tentativas de Eminem de acalmar uma comunidade violenta de reppers. Eminem fala abertamente sobre problemas com a revista The Source e seu editor, Benzino, bem como a situação entre 50 Cent e Ja Rule e seu selo Murder Inc., que Eminem sentiu além da rixa Jay Z vs. Nas. A música termina quando Eminem oferece uma trégua a seus inimigos. Além disso, essa música também revela que Eminem tentou parar a disputa de Ja Rule e 50 Cent, mas mudou de ideia quando ele ouviu Ja Rule se divertindo com sua filha em uma faixa chamada “Loose Change” — (“O lance sobre Ja, eu tentei esmagar isso, mas era tarde demais para pará-lo. Há uma certa linha que você simplesmente não atravessa e ele atravessou; eu ouvi dizer o nome de Hailie em uma música e eu simplesmente desisti”). Na música “Loose Change”, Ja Rule diz que Eminem afirma que sua ex-esposa é “uma vagabunda conhecida” e sua mãe “uma viciada”, e depois lhe pergunta ”então, o que Hailie vai ser quando ela crescer?”. “Like Toy Soldiers” foi posteriormente incluída no álbum de compilação de Eminem, Curtain Call: The Hits em 2005. Ao longo de sua carreira, Eminem, no máximo, apenas alude a Suge Knight, completando uma linha nesta música, “minhas intenções eram boas, passei por toda a minha carreira sem nunca mencionar”. Styles P usou a versão instrumental em sua música “Soldiers Song” em 2006.

Como resultado dessa música, Eminem se recusou a se envolver em algumas das disputas posteriores de 50 Cent, incluindo Jadakiss, Fat Joe (com quem colaborou em 2005) e The Game.


Videoclipe

Disponibilizado em 3 de Dezembro de 2004, o vídeo da música começa com dois meninos, um branco e outro negro, lendo um livro chamado Toy Soldiers, que contém a letra desta música. Começa no hospital onde Eminem e outros reppers estão assistindo, desesperados, os médicos tentando salvar o membro Bugz do D12 (interpretado pelo membro também do D12 Proof), que foi morto em 1999. Eminem é então visto em uma série de cenas que batem canção em um beco deserto, antes do vídeo passar por uma série de cenas que mostram várias rixas mencionadas na música. Elas incluem ver as notícias, reppers confrontando em estúdios e encontros de rua. Perto do final, Eminem fica chocado ao ver o tiroteio de Bugz. Ele volta para o hospital, onde Bugz morre e termina em seu funeral, que tem um refrão em que a criança negra e a criança branca de quando Martika começa a cantar.

As curtas aparições de artistas famosos no vídeo incluem 50 Cent, Luis Resto, Dr. Dre, Obie Trice e D12. Os reppers mortos incluem Tupac Shakur, The Notorious B.I.G., Big L, e Bugz também são mostrados em forma de animação no final do vídeo musical para mostrar as consequências fatais das guerras do rep.

Em um caso de vida imitando arte, o próprio Proof foi baleado e morto em 11 de Abril de 2006, após uma briga em uma boate em Detroit, Michigan. “No ano seguinte, ele [Proof] morreu... Eu olharia para o teto e pensaria nesse vídeo. O karma faz com que isso aconteça na vida real? Será que aconteceu na minha? Eu sempre quis apontar o dedo para alguém mais quando algo assim acontece.”






Manancial: Wikipedia; Genius

Sem comentários