DESTAQUE

COMERCIANTES DO CAOS – PARTE UM

A amizade de 2Pac com Mike Tyson


Tupac amava Mike Tyson e Mike amava Tupac. Sua amizade remonta a 1991. Curiosamente, Tyson nem sabia quem era Tupac durante seu primeiro encontro em um clube do Brooklyn. Recentemente falando com o DJ Whoo Kid na Shade 45, o famoso boxeador que virou ator lembrou-se de conhecer a lenda do hip hop, assim como a vez em que Tupac o visitou na prisão em 1992.

Tyson: “Eu e um dos caras [comandando o evento] estávamos conversando conosco [do lado de fora]”, ele lembrou quando perguntado sobre seu relacionamento com Tupac. “Havia esse rapazinho [tentando entrar no clube]… eu estava tipo, ‘O que está acontecendo, baixinho? Ei, deixa ele entrar.’ Ele disse: Mike, está tranquilo, não se preocupe com isso.’ Mas ele voltou com 50 pessoas. Ele deu a volta pelos fundos. Eu ainda estava falando com o cara. Eu fui ao clube, isso é 30-45 minutos depois, Tupac está no microfone se performando. O clube está fora do gancho e, em seguida, [o cara tentando entrar mais cedo] disse vir aqui, porque eu não vi o cara. Eu apenas vi quando ele tinha a equipe. Ele disse: ‘Obrigado por nos deixar entrar.’”


“Ele era incrível. Você sabia que ele era uma pessoa especial quando ele estava em sua presença.” — Tyson


Mike fala sobre a mesma história na MTV

Tyson: “Magic Johnson fez uma festa no Palladium em Los Angeles”, disse Mike, sacudindo sua memória. “Que ano foi esse? Não, eu não fui campeão, era 91. Eu acabei de lutar com [Donovan ‘Razor’] Ruddock… Eu acredito que eu tenha saído. Eu estava conversando com as pessoas na porta. Gente próxima a mim. Eles não deixaram esses caras entrarem, Tupac e eles. Eu disse: ‘Cara, deixe esses caras entrarem. Você lembra como foi conosco.’

Então eles o deixaram entrar. ’Pac havia dito: ‘Espere um minuto’, e ele trouxe mais de 200 pessoas. Ele tinha uma gangue de pessoas com ele. Eles disseram: ‘Escute, você não pode passar pela frente, você tem que passar pela parte de trás.’ A próxima coisa que eu sabia era que o assunto estava finalizado. Log eu ouvi alguém no microfone — ele pegou o microfone. Ele e seus caras pegaram o microfone de alguma forma e começaram a fazer rep. A multidão inteira começou a enlouquecer. Eles o amavam. Os caras da Digital Underground o apresentaram para mim. Eles disseram: ‘Este é Tupac.’ Eu o conheci, ele era muito jovem. Ele estava muito feliz, vivaz. Ele só tinha energia. Ele era selvagem, um indivíduo incrível.” / MTV

O pequeno sujeito a quem ele estava se referindo era Tupac e aparentemente teve um efeito sobre ele. Mike então explicou sua próxima reunião, que foi quando ’Pac queria visitá-lo na prisão em 1992.

“Da próxima vez que vi [Tupac], eu nem sabia quem ele era”, disse Tyson. “Eu sabia que ele era 2Pac. Mas a mãe dele me escreveu uma carta na prisão… eu me lembrei daquela noite. Ele foi a prisão para me ver. Nós conversamos. Ele estava muito mais confiante do que quando eu o conheci na outra vez, provavelmente um ano ou dois antes disso. Ele passou de ser um cara tímido para muito forte, confiante e independente. Ele estava tremendamente se sentindo. Ele tinha muita confiança. Ele estava saindo do ar.

Ele foi até a prisão. Ele estava em pé perto da mesa, começou a falar. Todas as pessoas na prisão começaram a enlouquecer. Eu disse: ‘Senta. Senta aí. Senta, irmão, sente-se’”, recordou Tyson. “Os prisioneiros brancos, os guardas, todos enlouqueceram nessa prisão caipira. Eles enlouqueceram quando ele chegou lá. Eu não sabia que ele era [famoso] assim. Eu não sabia que ele era assim! Eu pensei que ele era um irmão mais novo. Mas quando ele entrou, eu não sabia que as pessoas também o sentiam assim. Eu fiquei tipo, ‘Yo man. Relaxa, irmão.’ Ele estava selvagemente, suando, falando, sendo muito gregário. Ele era prolífico. Ele estava falando. … Ele era muito territorial. Ele era um cara interessante. Ele era diferente de qualquer outro repper que eu já conheci de uma perspectiva filosófica.” / MTV

Tyson disse que todos os prisioneiros estavam tentando conversar com ’Pac e tirar fotos com ele. Mas o campeão estava preocupado que toda a comoção pudesse tirá-lo da instalação, o que aconteceu antes, quando outras celebridades visitaram a lenda do boxe.

“Eu não sabia que Tupac era tão grande naquela época, porque eu estava preso”, explicou Tyson. “Foi quando eles tiveram aquela [rixa East Coast vs. West Coast] com a Bad Boy. Eu não sabia que Tupac era quem ele era. Eu não tinha ideia.” / MTV


“Nosso problema é que sempre tivemos que nos preocupar com alguém nos traindo, nossos amigos mais próximos.” — Tyson


Quando Tyson foi libertado em 25 de Março de 1995, Tupac seria preso por abuso sexual; ele foi libertado em fiança no final daquele ano. Quando ele saiu da prisão, a amizade de Tyson e Tupac se aprofundou. Ambos acharam difícil encontrar pessoas que realmente se importassem com eles, disse Tyson.

Tyson: “Sua energia estava fora da parede”, disse ele. “Os caras não fazem mais isso. Quando vejo artistas, não é apenas essa energia… Alguns caras vendem centenas de milhões de discos, mas eles não têm esse material. E 2Pac tinha essas coisas.” / MTV

A amizade era tão importante para Shakur que ele criticou Tyson quando ele selecionou uma música do repper Redman como sua música de introdução em uma luta.

“Ele disse: ‘Nunca mais toque essas músicas, elas não revelam porra nenhuma sobre você’”, lembrou Tyson. “Quando ele disse isso, perfurou minha alma. … Senti que fiz algo errado.”

Depois dessa conversa, Tyson decidiu que os reps de Pac seriam sua introdução musical para a vida.









Manancial: 2Paclegacy

Sem comentários