DESTAQUE

COMERCIANTES DO CAOS – PARTE UM

GOT YOUR BACK – TUPAC SHAKUR: Pac


Em 13 de Setembro de 1996, Tupac foi morto após ser baleado em Las Vegas. Milhões de fãs choraram, enquanto muitos críticos afirmaram que era o resultado inevitável de um estilo de vida mal intencionado. O mistério em torno do tiroteio aumentou, e rumores de guerras entre gangues, deslealdade e conspirações do governo continuam a se prolongar. Somente Frank Alexander, guarda-costas de Tupac durante o último ano de sua vida, conhece a verdadeira história.

Got Your Back detalha as façanhas de um dos reppers mais famosos de todos os tempos. As drogas, as mulheres, a violência, o dinheiro — tudo forneceu combustível para o fogo que foi a vida de Tupac. Como seus álbuns ganharam certificado de platina, álbuns postumamente disponibilizados provam, Tupac vive através de sua música.




Palavras por Frank Alexander



Em 17 de Janeiro de 1998, fui batizado pela primeira vez. Este livro foi escrito antes de eu ser salvo.

Em 1995, comecei a trabalhar como guarda-costas dos artistas da Death Row Records. Em 1996, tornei-me o guarda-costas principal de Tupac Shakur e estava de serviço na noite em que ele foi baleado em Las Vegas. Desde que comecei a trabalhar neste projeto do livro, as primeiras palavras da boca de muitas pessoas eram: “Você não tem medo?”

O medo que eles estão imaginando que eu deveria ter, é o medo de retaliação por contar a história do último ano de Tupac, seu relacionamento com Suge Knight e meu relacionamento com eles. Eu estou contando a história de como é crescer nos guetos americanos, os truques que ele faz no seu coração e como você se torna um homem.

Por que eu deveria ter medo de contar essa história? Este livro é sobre a verdade, o que significa que não é sobre bons rapazes e maus rapazes, é sobre pessoas, sobreviver. Você decide quem são os vilões.

Tupac costumava dizer: “Meu único medo da morte é a reencarnação.” Ele dorme com anjos agora, enquanto ainda estamos aqui na terra.



O conteúdo aqui traduzido foi tirado do livro Got Your Back, de Frank Alexander, ex-guarda-costas de Tupac Shakur, sem a intenção de obter fins lucrativos. — RiDuLe Killah



PAC



Eu estava em casa uma noite em Dezembro, logo após a viagem de Nova York, quando Reggie Wright Jr. me ligou. 
Eu e Cedric estávamos conversando, ele disse. Ele me disse que eu deveria ligar para você primeiro.


Cedric era meu amigo dos fuzileiros navais que me conseguiu o emprego, e eu me perguntei sobre o que se tratava.


Você quer ser o guarda-costas Tupac? ele perguntou.


Quando?


Começando amanhã.


Tupac, pensei comigo mesmo. Eu tive que pensar sobre isso. Eu não conhecia bem o irmão neste momento, e como eu disse antes, o pouco que eu sabia, eu necessariamente não gostava muito dele. Você sabe Reggie, agora, eu vou dizer não. Mas falo com você mais tarde.


Eu preciso de alguém para amanhã, Frank.


Bem, minha resposta agora, já que você precisa de alguém para amanhã, é não, de imediato.


Liguei para Kenneth, Cooper e meu chegado, K. J. Eu liguei para K. J. porque ele tinha sido motorista de limusine de Pac. Liguei para Kevin Hackie porque ele estava o protegendo, assim como Cooper e Kenneth.


Cooper me disse: “Acho que parte da selvageria está fora dele agora. Você ficará bem. Quando cheguei com ele pela primeira vez, estávamos indo a todos os lugares. Todas as horas do dia e da noite. Apenas tome cuidado, e certifique-se de ter um tanque cheio de gasolina.


Eu perguntei por que.


Porque ele gosta de dirigir rápido e não obedece à lei. Eu mesmo fiz uma pequena pesquisa sobre ele e descobri sobre sua vida e suas recentes altercações. Sua história conturbada é bem conhecida: Ele foi criado por uma mãe solteira, uma Pantera Negra — Afeni Shakur — que, como parte do New York 21, estava grávida dele enquanto estava na prisão  a experiência que ele documenta em um de seus mais poderosos singles, Dear Mama, e a única música sua que eu conhecia antes de começarmos a trabalhar juntos. Ele estrelou em filmes como Juice e Poetic Justice, enquanto todo o tempo entrava em sua parte de problemas. Os oito meses na prisão de Riker’s Island foram de uma condenação em 1995 por duas acusações de abuso sexual decorrentes de um incidente envolvendo uma fã em um quarto de hotel em Manhattan em 1993. Em 1992, ele estava envolvido em uma briga que resultou em uma bala perdida matando um menino de seis anos de idade. No ano seguinte, ele foi acusado de atirar em dois policiais fora de serviço, mas as acusações foram posteriormente retiradas. Em 30 de Novembro de 1994, ele foi baleado cinco vezes durante um assalto no saguão de um estúdio de gravação em Manhattan  um tiroteio que ele acreditava ter sido tramado por Biggie Smalls.


Além do problema que parecia segui-lo, estava a questão da maconha. Muito raramente viajamos com os artistas, porque a posse de maconha era um grande problema. Eu me lembro de andar com Tha Dogg Pound e eles estavam ficando chapados demais. Nós ligamos o ar-condicionado em todo o caminho, ou explodiríamos de calor. Uma vez, eu abri o teto solar, e Nate Dogg e Kurupt tiveram um maldito ataque cardíaco. Eu não queria estar inalando fumaça secundária no trabalho, e eles não queriam que a fumaça escapasse.


Nate estava gritando: Feche o teto! Eu quero festejar com alguns de vocês niggas, agora! Eu sei que alguns de vocês ficam chapados! Ele estava falando à segurança.


Na verdade, às vezes o relacionamento me lembrava da minha experiência de prisão, especialmente os dias de visita. Quando nós lidávamos com os detentos, os policiais estavam tentando manter esses garotos na linha, e para eles, éramos a segurança que eles tentariam superar.


Pac estava na frente do bando. Antes de começar a trabalhar comigo, ele era lendário por se perder da segurança. Ninguém poderia dizer a esse garoto o que fazer. Ninguém queria andar de limusine com Pac porque se você tivesse um problema com algo que ele estava fazendo, esqueça. Você não ia contar nada a ele. Ironicamente, eu realmente acabei lidando muito com Tupac, quando ele ia ao tribunal. Ele ia para o tribunal cheio de jóias, ele não se importava. Antes de escovar os dentes, ele fumava maconha. É seguro dizer, Snoop e Pac nunca apareceram para uma das datas da corte que não estavam sob influência.


K. J. me ofereceu a melhor visão sobre Pac. Ele costumava me dizer todos os lugares loucos para onde eles iriam, mas ele ainda queria ser o motorista pessoal do Pac, então eu perguntei o que estava acontecendo. Eu faria, disse K. J. sem hesitar. Ele me disse que Pac era basicamente uma boa pessoa, mas ele não achava que fosse algo que eu não pudesse lidar, desde que eu não me importasse em ir com alguém em áreas relacionadas a gangues que casualmente usava $50,000 de jóias e em todos os momentos tinha cerca de cinco mil no bolso.


Decidi chamar Reggie de volta e expus essa proposta para ele. Quem você tem como guarda-costas de Pac agora? Eu perguntei.


Kevin, Leslie, Cooper e Kenneth.


OK, são quatro caras. Por que você não nos rotaciona, em dois dias, durante a semana. Se você estiver disposto a fazer isso, então eu vou trabalhar com ele. Mas eu não quero que seja todo dia.


Lori já tinha começado a me falar coisas sobre isso, e você não pode culpá-lo. Se eu ia ficar com ele todos os dias, então minha vida estaria com ele. Foi uma decisão difícil para mim, porque senti que precisava escolher entre trabalho e casamento. Então eu tentei o compromisso e Reggie concordou em tentar. Ele veria como um cronograma rotatório funcionaria, e foi o que fizemos nas semanas seguintes.



Comecei a fazer turnos duplos no estúdio e trabalhei com Pac às Quartas e Quintas-feiras. Eu achava que tudo era legal, mas Kevin e Leslie começaram uma briga sinistra sobre que dias eles queriam. Eles finalmente se conciliaram e todos acabaram com dois dias cada.


Meu primeiro turno em tempo integral com Tupac começou no estúdio. Eu aliviei Leslie no Can-Am, e trabalhei com Pac até as cinco da manhã. Disse a Pac para me avisar quando ele estivesse pronto para ir ao hotel, e que eu estaria na frente do estúdio. Ele estava hospedado no Peninsula Hotel em Beverly Hills naquela noite, ou na manhã em que aconteceu.


Em algum lugar por volta das cinco e meia da manhã, ele saiu e não disse nada para mim. O outro guarda de segurança que estava trabalhando naquela noite na sala da câmera, disse para mim: “Ei Frank, seu principal está saindo.


Eu fui até ele, e disse: Você quer que eu te siga, Pac?


“Yeah, apenas me siga de volta para o hotel.


Ele foi para o seu quarto e me disse que me ligaria quando estivesse pronto para sair.


Eu perguntei se ele sabia em qual quarto eu estava.


Sim, é o quarto em que todos vocês niggas ficam.


Na manhã seguinte, com certeza, ele me disse para encontrá-lo no saguão em quinze minutos.


Fui até o saguão o mais rápido que pude, e lá estava Pac na área do manobrista, prestes a entrar em seu carro. Sem dúvida, ele estava prestes a sair. Ele não esperou por ninguém.


Eu sabia exatamente o que ele estava fazendo, no entanto. Foi o meu primeiro dia e ele estava me testando. Legal, pensei. Vamos nessa. Eu pulei no meu carro e o segui para fazer uma entrevista da MTV que ele tinha com Bill Bellamy, que aconteceu no Hotel Nikko em Beverly Hills. Eu estava dirigindo meu 300ZX naquele dia, e quando parei atrás dele no hotel, ele disse para mim: Uau, olhe para o guarda-costas, filho da puta tem um carro mais irado que o meu. Vocês devem estar sendo bem pagos.


Eu olhei para ele, tipo, Yeah, certo. Ele não sabia nada sobre mim ainda.


O que foi engraçado, o caminho até lá, certo como merda. Ele passou por todas as luzes amarelas que ficaram vermelhas e disparava, tentando me perder. Eu o segui em ruas de superfície e em torno da cidade em alta velocidade. Eu não tive nenhum problema em acompanhá-lo. Eu tinha um carro que poderia acompanhar seu Mercedes, e é algo que eu tenho certeza que ele gostou de mim imediatamente. Ele não podia me abalar. Leslie tinha essa caminhonete velha, e não dava para acompanhar os carros de Pac.


Tudo estava legal naquele dia. Bill Bellamy disse para Pac quando ele me viu: Droga, que seu guarda-costas?


Pac riu e disse: Não, eu sou seu guarda-costas. Isso acabou sendo uma piada em andamento.


Nós não tivemos problemas, desentendimentos. Ele conheceu comigo o produtor e diretor de Gridlock’d, e mais tarde, seus amigos Psych e Bogart se encontraram com a gente no Ivy, um restaurante moderno destaque em Get Shorty. Quando nos levantamos para sair, Pac estava falando sobre o filme, e ele estava animado com isso.


Cara, nós empacotamos muita merda nesse dia. Foi definitivamente um sinal das coisas que viriam. Só muito depois eu entendi por que aquele garoto era tão motivado a fazer as coisas que fazia. Eu me lembro de estar doente como um cachorro naquele dia com um resfriado, mas sobrevivi.


Depois que todas as entrevistas e reuniões foram feitas, voltamos para o Peninsula e apenas relaxamos.




No dia seguinte, ele teve um dia de folga e tudo que fizemos foi jogar. Ele foi para os Oakwood Apartments onde moravam os Lil’
 Homies, em San Fernando Valley, não muito longe do Can-Am. Porra, esse era o apartamento mais fedorento. Era pequeno, talvez apenas um bloco de dois quartos, e Tupac estava pagando por tudo. Eles estavam ficando chapados e relaxados — eu olho para trás agora e penso: Se eu soubesse o que estava por vir...


Subimos no telhado do prédio, na verdade era o topo da estrutura do estacionamento, e eles jogaram basquete por horas. Tupac adorava jogar basquete e eu gostava de assisti-lo. Eu olho para trás agora e me pergunto se ele estava viajando no fato de que eu não estava tentando me misturar com ele. Eu poderia ter jogado basquete se quisesse, mas optei por ficar por trás. Eu acho que ele estava acostumado com as pessoas — naquele momento em sua carreira — tentando ver o que eles poderiam obter dele. Eu não olhava as coisas assim.


Ele era tão criança, e tenho certeza de que os Outlawz trouxeram isso para ele também. Assim que se cansavam de basquete, a próxima coisa que queriam fazer era atirar com armas de tinta. Encontramos este lugar, bem longe da Ventura Freeway, e todos saíram e atiraram um no outro com bolas de tinta. Eu parei no Suburban com Big Syke, e os observei se divertindo. Eles jogaram de cerca de três da tarde até escurecer e, quando terminaram, ainda estavam tão excêntricos. Eles decidiram que ia ser o novo esporte deles, e eles queriam comprar um monte de equipamentos.


Eu sei o motivo pelo qual eles também gostaram muito. É porque eles estavam atirando em armas.





Manancial: Got Your Back

Sem comentários